segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Japão - Memories

Uma grande exibição em Senna

Edição 1988 do GP Japão, em Suzuka.



Talvez essa seja a memória mais fácil com a qual me deparei nesses meses de atividade bloguística. Mas eu não poderia deixar passar em branco o aniversário de 20 anos do primeiro título de Ayrton Senna, conquistado no GP Japão de 1988.

Na verdade o debut de Senna no hall dos campeões ainda não completou duas décadas. O aniversário do primeiro campeonato de Ayrton é dia 30. Mas a seção Memories oferece as felicitações antecipadas.

Talvez eu nem precise escrever nada sobre o vídeo acima. Ele tem vida própria, quase fala sozinho. Além disso, essa corrida é uma das mais documentadas da história da F-1. Foi um ano de domínio absoluto da McLaren em que o então bicampeão Alain Prost travou um duelo em alto nível com Ayrton Senna, um dos grandes campeões sem coroa da década de 80, até aquele momento.

Os dois chegaram ao Japão, penúltima etapa daquele campeonato, para uma corrida decisiva. No qualifying dá Senna em 1º e Prost em 2º, providencial vantagem para o brasileiro na briga pelo título. Mas na largada o McLaren de Ayrton morre, “dá uma engasgada”, usando um termo nada técnico. O brasileiro perde inúmeras posições e vai pro meio do bolo. Na 11ª das 51 voltas da corrida, Senna era o 3º colocado. No giro de número 27, Prost é ultrapassado por Senna, que assume a liderança da prova para não mais perdê-la.

Muita coisa contribuiu para o show de Senna naquele GP Japão. No meio da prova um sereno manhoso caiu e cobriu o asfalto de Suzuka com um fina “capa” escorregadia, que vitimou alguns mais afoitos. Nessas condições Senna pilotava como ninguém e Prost, naquele que se tornou um de seus defeitos mais célebres, não guiava com tanta destreza. O francês ainda sofria com um problema de câmbio que complicava sua pilotagem e tornava difícil até mesmo a simples tarefa de impedir o avanço da March de Ivan Capelli. Senna, que não tinha nada com os problemas de Alain, aproveitou as chances, recuperou o terreno perdido na largada e venceu o GP Japão.

Com a regra do descarte de pontos, Senna terminava o ano com 90, Prost com 87. Ayrton era campeão mundial de 1988!

Uma das mais marcantes exibições de talento de Ayrton (e olhe que foram muitas). Começava a ser construído um dos maiores mitos da história do esporte a motor, não só a nível de Brasil, mas também a nível mundial.

6 comentários:

Diego Maulana disse...

Meu pai fala bastante pra mim desse título do Senna. Não lembro e nem poderia porque tinha 11 meses de idade. Lembro vagamente de 1991. Mas é bom ver essas imagens...

Ps. Seu blog já está entre as minhas indicações. Abs.

kimi_cris disse...

Sim, umas das mais marcantes exibições de cenas, porque não foram poucas e não sou capaz de as contar pelos dedos. O G.P. Japão 2008 também vai ficar para a historia, pelo Raikkonen se estar a rir no podio, se não acredita veja com os seus proprios olhos no Galaixa-F1.

Grande abraço!

Kimi_Cris

Felipão disse...

Bela lembrança, Fabio...

Dizem, que, naquela temporada, o Capelli corria com pouca gasolina, apenas para dar espetáculo...

Não sei até onde isso é verdade...

Ron Groo disse...

Não faz mal que está adiantado.
É sempre bom lembrar esta data ai, e com um texto leve e tranquilo então...
E belo video este hein?

Marcos Antônio Filho disse...

Essa corrida foi excepional.Senna foi gênio,foi ousado sem cometer erros.Um piloto de primeira grandeza.ótima lembrança

Fábio Andrade disse...

Diego: na época eu tinha um mês e cinco dias de vida. Mas histórias como essa são eternas, né?;

Felipão: também já li isso em algumas matérias. E pelos acontecimentos dessa corrida ficou claro que a estratégia funcionava;

Groo: valeu, cara! Quanto ao vídeo é a velha história: o Youtube é uma videoteca completa;

Marcos: resumiu a corrida em poucas palavras. Exibição luxuosa de talento de Ayrton.

Obrigado a todos pela visita!