sábado, 18 de outubro de 2008

Fórmula-Igual

Max Mosley parece ter falado sério quando se pronunciou favorável à padronização dos motores da F-1. Ontem a FIA emitiu um parecer que confirma essa idéia.

O assunto não é novo, já tratamos dele aqui. E reitero o conteúdo da postagem antiga:

"Vestir esse black-tie na F-1 é querer obrigar a categoria a apresentar uma igualdade que ela nunca fez questão de possuir. A diferença de equipamento para equipamento é algo que está na alma da Fórmula-1. Padronizar os carros é retirar boa parte do sentido da existência de equipes tão míticas quanto Ferrari e McLaren."

5 comentários:

Ron Groo disse...

Tem toda razão Fábio.
A f1 só é este sucesso porque apostou na diversidade e na competição entre marcas diferentes.
Na epoca dos garagistas a competição era ainda mais acirrada pois se procuravam soluções originais para tudo. E muito coisa bizarra foi feita.
Agora, não posso deixar de parabeniza-lo por escolher o titulo do post original: "Eles não usam black-tie" é uma das mais sensacionais peças do teatro brasileiro. Seu autor Gianfrancesco Guarnieri não foi apenas um de nossos melhores atores. Foi também um dramaturgo de primeira categoria.
A peça teve uma musica gravada pelo Adoniran Barbosa, que eu gosto muito. É a que do titulo. E o espetaculo foi inspirado em "História das Malocas" de Oswaldo Moles, que ia ao ar diariamente na rádio Record de São Paulo nos anos 40,50 e até meios de 60. Com Adoniran no papel de Charutinho... Maravilhoso!

Paulo Maeda™ disse...

a diferença eh a alma do sucesso da F1. Mas definitivamente agora na F1 atual, isto está levando a ela ao caos. Em vez de padronização, eles tinha que ver outro jeito de reduzir custos.
Sei q sou meio suspeito pra falar sobre isso (afinal, falo sobre Indy e lá, desde seus primórdios, a padronização permite os baixos custos para as equipes).

Felipão disse...

Eles já congelaram os motores, o que é muito perigoso...

Fico imaginando com essa mesmice de mesmo motor

Marcos Antônio Filho disse...

Uma F1 com o mesmos motores perde toda a essência...Muitas equipes(entenda-se monatdoras)estão chiando demais com essa história e não sei se isso irá pra frente...

Fábio Andrade disse...

Groo: valeu, cara. Eu sabia da peça, apesar de ainda não a ter assistido. O que eu não sabia era sobre essa trilha que a envolve. Valeu pelas infos e pelos elogios, claro;

Maeda: na certa há outras formas de reduzir os custos. Esse tal de KERS, por exemplo, quem precisa disso? Só serve para encarecer o esporte ainda mais;

Felipão: o congelamento dos motores também me desagrada, mas é pelo menos aceitável. Dar motor igual pra todo mundo é tenso;

Marcos: duvido muito também.

Obrigado pelos sempre festejados comentários, valeu!