quinta-feira, 24 de julho de 2008

Um tapinha, definitivamente, não dói

Na manhã de hoje o presidente da FIA, o inglês Max Mosley ganhou o processo que movia contra o tablóide News Of The World. O jornal foi o responsável pela divulgação de um vídeo no qual Mosley, que é casado, é flagrado em um encontro com prostitutas. A divulgação do material, há cerca de 4 meses, causou furor nos bastidores da Fórmula-1.

Entenda os interesses envolvidos no caso e como a F-1 ficou ameaçada

Vídeo: o encontro clandestino de Mosley


A vitória de Mosley é um golpe duro nos tablóides ingleses, célebres por invadir a privacidade das personalidades da terra da rainha. O vídeo divulgado pelo tablóide pôs os rumos da F-1 em dúvida, uma vez que diversos patrocinadores, federações nacionais e chefes de estado com o principe Albert, de Mônaco, sentiram mal-estar em ter de negociar com uma figura envolvida em um escândalo de tamanhas proporções.


E é por falar no lado político da coisa que se percebe o quanto os bastidores da F-1 são mutáveis. Quando o escândalo estourou falou-se em "fim da FIA", "racha entre as federações", e até em "fim do automobilismo como conhecemos hoje". Agora que a poeira já abaixou, Mosley deve terminar seu mandato calmamente e a F-1 e o restante das categorias do mundo seguirão como sempre foram.

2 comentários:

I am Indy™ disse...

Olá, bem legal seu blog, tb adoro F1 e vejo desde 1994, embora ultimamente ela esteja ficando monótona e só ganhar emoção qdo explode alguma bomba, como essa do Mosley.
Parabéns.

Fábio Andrade disse...

Obrigado, sinta-se a vontade para visitar e comentar!

Mas acho que em termos de emoção o campeonato está muito bem, obrigado. A briga na tabela está boa, e isso já é um alento.