quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Olhando ao Redor

Confesso que graças à F-1 esse blog passou o fim de ano de olhos vendados ao que aconteceu em outras categorias pelo mundo. Mas, nunca é tarde para se manifestar.

Na Indy deu Scott Dixon, que decidiu o título na última corrida em Chicago. A vitória na corrida ficou com o brasileiro Hélio Castroneves, da Penske, numa das chegadas mais sensacionais da história. Mas as notícias mais palpitantes ficaram para o pós-temporada: Helinho foi acusado de sonegação fiscal pela Justiça americana.

O caso é grave. Segundo a Justiça americana, Castroneves teria sonegado quantias milionárias ao Leão. A irmã e o advogado do piloto teriam participado do caso como cúmplices. Segundo a acusação, Castroneves deixou de declarar boa parte dos estimados US$ 5,5 milhões que recebeu da Penske de 1999 a 2004. Ontem saiu a data do julgamento do piloto brasileiro: 2 de março de 2009. Até lá o piloto estará em liberdade, mas não poderá deixar os EUA.

Se condenado por todos os 7 crimes aos quais é acusado, Hélio Castroneves pode pegar até 35 de prisão.

O piloto brasileiro está, definitivamente, em maus lençóis. Seu futuro como esportista já foi comprometido, afinal, empresa alguma deseja patrocinar e/ou se envolver com pessoas ligadas a escândalos desse porte. Some-se a isso o fato de que Castroneves, inevitavelmente, passará alguns anos afastado de suas atividades profissionais em razão da possível pena que conheceremos em março.

Helinho também sai do caso com sua imagem de ídolo abalada. Um piloto que conquistou sucesso numa categoria como a Indy poderia passar sem essa. Apesar de Hélio se dizer inocente, investigações como essa, que também contou com a participação da Polícia Federal brasileira, têm destino certo e não costumam falhar.

8 comentários:

Loucos por F-1 disse...

Caro Fabio,

É uma pena ver um esportista do nosso país agindo desta forma fora daqui. Olha que ele ganha muito dinheiro e não tem necessidade de fazer estas coisas. Será que custa muito ser honesto? É o princípio do cidadão a honestidade e pelo jeito passou longe do Helinho.

Estou adicionando seu link lá no Loucos por F-1.

Abração!

Leandro Montianele

Felipão disse...

Já disseram que o Penske tá procurando outro pra por no lugar...

Diego Maulana disse...

Essa notícia me entristeceu muito. Depois que brasileiro recebe a fama de mal-caráter e desonesto reclamam. E o pior é que dizem que não é só ele, que muitos outros, não só pilotos, fazem o mesmo. Como o Felipão disse, a Penske já está de olho em outros pilotos para deixarem de stand by.

http://nomundodavelocidade.blogspot.com/

Ron Groo disse...

A Penske sabe que a justiça tributária lá funciona e que Hélio vai ter que responder mesmo.
Quem não sabia da diferença entre sonegar impostos aqui e lá...

Marcos Antônio Filho disse...

Penske já está procurando outro sim.é muito difícil que o Helinho escape dessa.Uma pena,mas já que ele vacilou...

Fábio Andrade disse...

Leandro: importante o ponto que você abordou. Helinho não precisava disso, é um cara que deu muito certo nos EUA. Cagou a própria biografia por conta própria.

Obrigado pela referência!;

Felipão: era previsível que isso fosse acontecer. Uma pena;

Diego: depois a Tv Globo faz escândalo quando países como a Espanha recusam brasileiros. Não que eu concorde com o modo de operação da imigração espanhola, mas fama de baderneiro que nós ganhamos lá fora é justificável;

Groo: ainda há esse ponto. Crime fiscal nos EUA é coisa séria, não é como aqui, onde casos como esse são considerados um delito menor;

Marcos: Helinho tá no sal!

Valeu pelos comentários, enriqueceram a discussão!

oliver disse...

Pois é.

Agora especula-se que o Rubinho vai assumir o lugar.

De qualquer forma, é bom lembrar que sonegação fiscal foi o que "detonou" com o Al Capone.

Fábio Andrade disse...

Oliver, você não sabe como eu torço para que o Barrichelo vá para a Indy e pare de rastejar por uma vaga na F-1. O negócio é que ele resolveu bancar pirraça. Pra ele ou é a F-1 ou é ficar a pé.

Não sei onde ele quer chegar com essa atitude...