sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

[OFF] Ainda não foi dessa vez

Bem, sempre fiz questão de deixar claro, inclusive na apresentação pessoal do blogger, que minha maior vontade na vida é cursar jornalismo. Na verdade não se trata só de uma vontade: é sim um sonho. Se pudesse já estava na faculdade particular. Mas é inviável. Me resta tentar a pública.

E eu ouso botar para fora uma mísera questão existencial no meio desse turbilhão que agita o mundão de meu Deus.

Saiu hoje o resultado do Vest-UFES 2009. E como eu gostaria de poder um post festivo, com direito a choro de alegria. Porque chorar, eu até chorei, escrevendo esse post, aliás. Pela 3ª vez, não deu. “Que pena”, “tenta de novo”, “fim do ano tem mais” são as palavras que a gente recebe numa hora dessas. Mas não é tão simples.

Se você tem um sonho e lutou para realizá-lo, sabe como é difícil encontrar uma barreira e tentar transpô-la. Ainda mais quando se bate na mesma barreira por 3 vezes. É sim, frustrante. É sim a hora em que você repensa sua vida, se vale a pena e, especialmente, se vai ter coragem de encarar tudo de novo. É a hora em que você projeta o futuro e sabe que vai ter de lidar, novamente, com a pressão invisível que existe em torno de você. Afinal, “esse cara tem 20 anos e ainda não decidiu o que quer.” Os olhares de rabo de olho de conhecidos, amigos e parentes pesam. Não é fácil.

Não é fácil ver o sacrifício de mãe e pai para pagar um cursinho. Não é fácil ver cotistas entrando com 20 pontos a menos do que você. Aliás, não fosse a reserva de 40% de vagas, eu estaria comemorando meu ingresso na universidade pública. E pensar que aqui em casa foi a maior luta para que eu pudesse estudar numa escola particular.

Eu poderia fazer um discurso emocionado contra as cotas, mas sequer é preciso. Fazer 84 pontos e não passar enquanto neguinho está entrando com 64 já dá a idéia da aberração que é o sistema com o qual estão tentando consertar as décadas (ou séculos) de descaso que atravessamos calados por essas bandas do planeta.

Porém, a consciência está tranqüila. Não faltou esforço, não faltou estudo. Se não deu é porque não deu. Afinal, eu e todos estávamos cientes de que eram mesmo só 60% das vagas. A guerra já se iniciou com o cenário desenhado. Botar a culpa nas cotas, na família, em Deus ou em qualquer outro seria por demais injusto de minha parte.

Chance de entrar ainda existe, mesmo que vaga: meus 84,73 pontos me credenciam como 6º suplente. Improvável, não impossível. Mas nem quero depositar muitas esperanças em uma possibilidade tão remota de 6 desistências.

Então chega de drama. No final das contas tudo o que vale são as palavras do começo do post: “no fim do ano tem mais.” Mesmo sem saber exatamente o que fazer, desistir não está nos meus planos. Porque quem desiste dos sonhos acaba levando uma vida incompleta, como um rascunho de algo que não saiu do papel. E eu não quero pertencer a esse grupo, jamais.

* Não sei ainda se tiro umas férias do blog. O mais certo é que não. “Trabalhar” aqui ajuda a manter a cabeça ocupada e longe de pensamentos menos nobres.

12 comentários:

BruBoc disse...

Meu caro, não desista, vá em frente. Pelas suas postagens sabemos que tem um grande potencial. Uma coisa a experiência da vida me ensinou: se decidimos que queremos alguma coisa basta ir atrás que conseguimos. Grande abraço!

Diego Maulana disse...

Vá em frente Fábio. Sabemos que não é tão simples assim, mas você tem que correr atrás de seus sonhos. Seus esforços serão recompensados e pelo potencial que você tem, chegará longe.

Ron Groo disse...

O sistema de cotas é uma aberração em qualquer que seja o setor que for usado.
Pessoas com talendo e preparo perdem o lugar para outro que talvez tenha até o talento, mas visivelmente está despreparado no momento por questões que deveriam ser ignoradas, relevadas e esquecidas.
Definitivamente deixar de lado o merecimento por coisas que não deveriam ser levadas em conta como cor, raça, credo é o fim da picada.

Merecimento e preparação, isto sim é que deveria ser levado em conta.

Esmoreçe não Fábio, vai a luta.

Felipão disse...

Fabio, não desista. O seu lugar é lá. Se não foi agora, na próxima o será, com certeza. Estou na torcida...

E o blog ajuda, realmente. Digo isso por conhecimento de causa...

Ylan Marcel disse...

Pessoal, em mais um vídeo curioso postado pelo Motorizado (www.motorizado.wordpress.com), Giancarlo Fisichella faz comercial para uma bebida de baixo teor alcoólico e é aclamado como CAMPEÃO DA FÓRMULA 1 no site oficial da empresa. Confira!

Marcos Antônio Filho disse...

po cara não desista.Esse ano eu tentarei de novo,tb estou na mesma tentativa que vc.Fiz 3 vezes e não passei, uma vez ciência da computação(ui!),e letras e jornalismo nas outras(em algumas facul fiz jornalismo, em outras fiz letras). Cheguei perto foi em letras na UERJ, fiquei como 12º suplente,mas conforme foram aparecendo as reclassificações, fui desanimando. Por conta do emprego que arrumei não tentei nada em 2008 e me arrpenpendo por isso,mas ainda vou tentar esse ano, vou fazer até enem pq se eu não psaar em nada eu pego uma bolsa do ProUni. Só não desiste cara, o caminhao é sempre tortuoso,mas quanto mais dificil o caminho pra se vencer, mais saborosa fica a vitória.

vc tem um potencial incrível e vai conseguir mais cedo ou mais tarde, cara tenho certeza.Não desista

Felipe Maciel disse...

Puxa, cara, que situação braba...
Tava torcendo muito, sério mesmo. Você já tinha comentado sobre o vestibular aqui no final do ano passado e eu tava na torcida de ver um post aqui falando que você passou e vai fazer aquilo que tanto deseja e merece, porque a mim não resta dúvida do quanto você escreve bem.

Apesar da pontuação altíssima, não deu. Mas de qualquer forma, fica de olho, porque esperar 6 vagas na reclassificação não é impossível.

E se precisar tentar de novo, toda sorte do mundo. Aliás, o mundo dá voltas. Daqui a uns anos, quem sabe eu não te veja na TV cobrindo GP de Dubai com o Galvão te pentelhando???

Força, Fábio, e continue acreditando.

Abração

Loucos por F-1 disse...

Sonhar sempre e desanimar jamais meu caro Fábio. Deus sabe de todas as coisas, nenhuma folha cai da árvore sem a permissão dEle.

O trabalho edifica o homem, então continue trabalhando e lutando para realizar este sonho que vc tem em seu coração.

Abração!

Leandro Montianele

Márcia disse...

Filhão:
Hoje q já passou o nervossímo do resultado do vest/05, vou ver se consigo escrever alguma coisa para vc q é tudo na minha vida.
Não desista dos seus sonhos nunca. Estou aqui para te dar a maior força. Deus sabe o q faz.
" Os sonhos são como ventos, vc não os sente, mas não sabe de onde eles vieram e nem para onde vão. Eles inspiram o poeta, arrebatam o estudante, abrem a inteligência do cientista, dão ousadia ao líder. Eles nascem como flores nos terrenos da inteligência e crescem nos vales secretos da mente humana, num lugar q poucos exploram e compreendem "
Uma mente saudável deveria ser uma usina de sonhos. Pois os sonhos oxigenam a inteligência e irrigam a vida de prazer e sentido.
Apesar dos nossos defeitos, precisamos enxergar q somos pérolas únicas no teatro da vida. e entender q não existem pessoas de sucesso ou pessoas fracassadas. O q existem são pessoas q lutam pelos seus sonhos ou desistem deles. Por isso como mãe quero te pedir: NUNCA DESISTA DOS SEUS SONHOS!!!!!!
Um beijão
Desta mãe q te ama mto.
Márcia

SAVIOMACHADO disse...

Grande Fábio... Como você recebeu mensagens de incentivo! Fico feliz. O mais importante você já conseguiu. É estar consciente do seu esforço. Embora seja realmente difícil estar tão perto de entrar e não é possível alcançar a porta, não desanime. Esteja pronto para outras coisas relacionadas ao seu sonho. Não pare porque a porta se fechou. Entre por outra. Não falo de outra faculdade, mas de outras alternativas que possam valorizar o seu trabalho, o seu dom que você tem de melhor.
Encha-se de energia meu amigo. Não esqueça que você tem apenas 20 anos. Supere a pressão invisível, passe com os olhos por cima dela e veja o que tem mais a frente.
Cara, te desejo muito sucesso, porque eu tenho certeza que terás.
Um grande abraço.
SAVIOMACHADO

Paulo Maeda™ disse...

nem preciso falar nada, todos deram ótimas declarações de incentivo a vc, meu irmão.´
Só completo dizendo que estou torcendo por vc, pois tens um grande futuro. Até Mais

Fábio Andrade disse...

Agradecer a um de cada vez me faria ficar aqui pelo resto da noite. E agradecer, aliás, não seria o bastante. Vocês, talvez sem ter plena consciência, me deram muita força.

Ainda tô decidindo o que fazer. Aos poucos vocês ficarão sabendo.

Me resta deixar um grande e colossal MUITO OBRIGADO.