quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Sem Mais (muitas) Palavras Minhas [1]

Apontaram um microfone na direção de Mark Webber. E ele falou:

"Todo mundo fala que o show precisa melhorar, mas no ano passado tivemos várias corridas ótimas. Os últimos dois anos foram absolutamente espetaculares. Eles estão sonhando se acham que podem melhorar o espetáculo."

Não que eu considere Mark Webber um mago das frases, muito menos alguém com idéias extremamente relevantes. Longe disso. Minha antipatia ao piloto Webber se estendeu (feliz ou infelizmente) à pessoa Webber. Mas dessa vez eu tenho que concordar com o australiano.

Outro dia, pensando (e fã de esporte a motor, quando se põe a pensar, pensa no que?) cheguei à seguinte conclusão: tivemos dois bons anos de disputas interessantes nas pistas. Contando só 2008, então, tivemos um ano de muitas emoções. Excelente, eu diria. Por que, então, mudar regulamento, inventar o tal KERS e querer mais emoção, mas de forma artificial?

Aí me lembrei de uma frase do presidente da FIA, Max Mosley, na semana seguinte ao escândalo da marmelada ferrarista de A1 Ring: “polêmica faz bem. Nunca falaram tanto de F-1 como agora, nem quando Senna morreu. A F-1 vive disso.”

Explicado!

3 comentários:

Felipão disse...

´Concordo também... vão acabar estragando, isso sim...

Marcos Antônio Filho disse...

Eu odeio o Webber,mas isso faz até algum sentido...Mas de emoção mesmo só em 2008. 2007 pode ter sido emocionante o campeonato,mas as corridas na maioria das vezes foram chatas.

Fábio Andrade disse...

Felipão: o problema é que essa gestão não está muito preocupada com as coisas que realmente importam. Só querem que o mundo fale da F-1 para engordar os bolsos;

Marcão: 2007 foi legal pelo menos na tabela, né Marcão?!