domingo, 21 de dezembro de 2008

Jogo de Três

Em 2009 há uma interessante novidade no grid: 16% dos pilotos serão campeões do mundo. Seria algo a ser louvado se o grid não fosse tão miúdo. Com apenas 18 pilotos e com 3 deles sendo campeões, uma porcentagem relativamente alta já tem um título para chamar de seu.

Alonso, Raikkonen e Hamilton começam a remontar um período de certo equilíbrio na F-1. Serão três campeões na pista, algo que a F-1 ficou muito tempo sem ver. Durante os anos Schumacher o máximo que aconteceu foi a dupla Schumahcer-Hakkinen ou Schumacher-Alonso. A exceção foi em 2006 quando o alemão, o espanhol (àquela altura com apenas um título, o de 2005), e Villeneuve, campeão de 1997, se juntaram no mesmo grid. Porém, a trinca de campeões se desfez antes do fim da temporada: após o GP Alemanha, Villeneuve se afastou da BMW, substituído por Kubica, que impressionou e frustrou de vez as chances do canadense.

O retorno de três campeões é excitante até mesmo por causa da mudanças que o regulamento sofrerá a partir de 2009. Prever o cenário para o ano que vem, por exemplo, é impossível. Não se sabe ao certo que equipe sairá na frente no desenvolvimento dos bólidos e haverá pouco tempo para testes. Diz-se que a Ferrari, a dama de ferro, está perigosamente atrasada no desenvolvimento do KERS. Nesse ambiente não há garantias de que os três bam-bam-bans da categoria possam estar em carros vencedores, o que abre precedentes empolgantes para a garotada de talento. Vettel, Kubica e, em menor grau, Glock, podem ter a chance de comprovar toda a qualidade que inspiram.

6 comentários:

Marcos Antônio Filho disse...

Com exceção da Williams, BMW e McLaren,todas estão atrasadas no KERS,que não sei se emplaca.E to torcendo pra o grid fique com 20 carros no ano que vem.

Marcos Antônio Filho disse...

ah e feliz natal e um ótimo ano novo pra vc!
abraços!

Felipão disse...

Verdade isso que o Marcão disse...

Talvez nem saia do papel...

Diego Maulana disse...

Falando em três campeões, todos correm por equipes diferentes e que terminaram o ano passado mais ou menos no mesmo patamar. Se o equilibrio continuar o ano que vem promete.

Paulo Maeda™ disse...

Algo me diz que ano que vem Alonso irá dar trabalho para Mclaren e Ferrari, e tomara msm que tenha este equilíbrio entre os campeões.

Fábio Andrade disse...

Marcão/Felipão: por mim esse tal de KERS não saía do papel. Acho que é um artifício pouco útil. E também é caro, o que não ajuda nesse momento de crise.

Marcão: Obrigado pelos votos!

Diego: se a Renault continuar o crescimento apresentado no fim desse ano, 2009 vai ser quente Diegão;

Maeda: torço para que o Alonso volte aos bons dias tmb!

Abraços aos senhores!